MEU DIÁRIO

BLOG PESSOAL MARLI MAIA

Metas não, propósito!

Sempre que vai chegando o final de um ano temos o costume de criar nossa lista de objetivos que almejamos alcançar no ano seguinte. Contudo, mais importante do que traçar outras metas é rever as que foram feitas, os compromissos que assumiu, as promessas que fez para outras pessoas, para você mesmo e ver o que ficou para trás.

É importante parar para refletir nas causas que o levaram a não alcançar seus objetivos e fazer uma “correção de rota”, ver onde estão seus pontos fracos para fortalecê-los antes de traçar novos desafios.


Outro ponto muito importante, dar uma satisfação para aquela pessoa que você prometeu algo e não cumpriu também faz parte do fechamento do ano. Isso pode parecer sem sentido, mas energeticamente você não terá vínculos com essa pessoa.

Se não conseguiu cumprir algo, nem que seja um simples café que você prometeu tomar com um amigo, chegue e fale: “olhe, não consegui cumprir o que te prometi, mas estou me empenhando. Dê uma satisfação!!! Só depois do fechamento desse ciclo é que você deverá iniciar outros.


Se reeduque a não deixar nada pendente em sua vida, são nos mínimos detalhes que o sucesso ou o fracasso se fazem presentes em nossas vidas.


Ao traçar uma meta veja se você tem um propósito para ela, pergunte a si mesmo por que e para que quer aquilo? Seguir com determinação algo pelo qual não fará sentido “lá na frente”, é dar um tiro no pé, como diz o ditado.

Siga, com determinação, os seus objetivos, desde que eles façam sentido em sua vida. No momento que você o transformar em um propósito de vida ele passará a significar muito mais.

Se quiser aprender mais sobre o propósito, assista aos meus destaques sobre o assunto. Com certeza te ajudará a entender a importância de ter propósitos ao invés de simples metas sem sentido.

Compartilhe:

Mais posts:

Me formei!

Graças ao amor que tenho pelas abelhas, eu me formei Tecnóloga em Apicultura e Meliponicultura! Sempre tive uma vontade enorme de unir a ciência ao

Floral para ressignificar a escassez

O medo que temos da escassez é aceitável até certo ponto porque ficamos alertas em relação aos nossos gastos desnecessários. Porém, muitas vezes, nos tornamos

Produtos Marli Maia