MEU DIÁRIO

BLOG PESSOAL MARLI MAIA

Ser vizinho vai além de dar bom dia

A menos que você vá viver no meio de uma ilha deserta, você sempre terá que conviver com alguém. Não existimos sem “o outro”, tudo que pensamos, todos conflitos que temos, tudo que sonhamos, almejamos é porque tem “um outro” em nossas vidas. Você já parou para pensar que A menos que você vá viver no meio de uma ilha deserta, você sempre terá que conviver com alguém. Não existimos sem “o outro”, tudo que pensamos, todos conflitos que temos, tudo que sonhamos, almejamos é porque tem “um outro” em nossas vidas. Você já parou para pensar que quando você fica em casa, sem previsão para receber visitas você não se empenha tanto em se produzir? Pois então. Só fazemos sentido no outro.

Assim a convivência é algo que temos que exercitar, praticar e nos aprimorar. Quer um lugar melhor para começar? Com nossos vizinhos! Muitas vezes ouvimos dizer, “aah, meu vizinho é muito chato!”, mas será mesmo que é ele? Quem sabe começar com um sorriso para “quebrar a carcaça”? Eu garanto que você irá conseguir quebrar o gelo. Pode ser que com um sorriso nada mude, pode ser que você precise de muitos
Aconteceu comigo inúmeras vezes. Mas vale a pena tentar! A satisfação de estabelecer uma boa convivência é muito agradável. Faz parte da vida e do viver em sociedade, é ótimo quando podemos ter ou construir uma boa convivência com as outras pessoas.

Neste dia do vizinho, te convido a refletir sobre a importância de trabalhar o respeito às diferenças de cada um para que possamos criar laços com todos e, de fato, ter uma boa convivência com todo mundo!

Lembre-se que todos somos seres únicos e saber respeitar todo e qualquer tipo de diferença não te ajuda apenas a estabelecer laços com as pessoas que vivem perto de você, mas também te ajuda a evoluir como pessoa. A boa convivência vai muito além do “bom dia”.

Compartilhe:

Mais posts:

Me formei!

Graças ao amor que tenho pelas abelhas, eu me formei Tecnóloga em Apicultura e Meliponicultura! Sempre tive uma vontade enorme de unir a ciência ao

Floral para ressignificar a escassez

O medo que temos da escassez é aceitável até certo ponto porque ficamos alertas em relação aos nossos gastos desnecessários. Porém, muitas vezes, nos tornamos

Produtos Marli Maia