MEU DIÁRIO

BLOG PESSOAL MARLI MAIA

Relacionamentos tóxicos

Atualmente é muito comum ouvirmos falar sobre relacionamentos tóxicos, algo que já existia, mas não recebia a devida atenção.

Importante reforçar que, esses relacionamentos não são apenas os amorosos, qualquer forma de relacionamento pode ser tóxica. É bem provável que você mesmo já tenha passado por alguma experiência assim, mas se nunca viveu isso, apenas testemunhou, provavelmente já se perguntou como pode uma pessoa aceitar tantos absurdos em uma relação e não perceber o que está vivendo.
Acontece que é bem difícil mesmo de perceber quando é você quem está envolvido nesse tipo de relacionamento, muitas vezes pelo medo de ficar sozinho, por medo de machucar a outra pessoa de alguma maneira ou por esperar que o outro irá mudar em algum momento.
você nunca deve se culpar por isso, afinal, você é a vítima e não há nada de errado em ter fé nas outras pessoas. O problema é que isso vai te afetar de várias maneiras diferentes e ninguém deve aguentar algo que só lhe faz mal, por isso é importante aprender a reconhecer esse tipo de pessoa.

Primeiro observe se ela tem o costume de, constantemente, comparar outras pessoas com você, muitas das vezes deixando bem evidente que vê a pessoa que utilizou na comparação como superior ou mais interessante que você. Depois, tente notar se ela costuma atrapalhar relações pessoais, criando desordem e até mesmo desestruturando a sua vida e a de outras pessoas. Por último, perceba também se ela vive estressada ou se estressa muito fácil, além de sempre trazer negatividade ao ambiente no qual está presente, falando mal de outras pessoas e evidenciando emoções negativas.

Caso note essas ocorrências pode ser que você se encontre em uma relação tóxica.
Ok. Você já deu o seu primeiro passo!
Se conhecer alguém que está nessa situação, ajude essa pessoa a se conscientizar dessas ocorrências também. E então, provavelmente você precisará de ajuda para tomar uma a atitude para se desvencilhar dessa relação tóxica. Lembre-se que você é a “vítima” e não há nada de errado em cuidar de si mesmo! A terapia pode te ajudar nesses momentos também, portanto, não encare nada sozinho, sempre procure ajuda!

Compartilhe:

Mais posts:

Me formei!

Graças ao amor que tenho pelas abelhas, eu me formei Tecnóloga em Apicultura e Meliponicultura! Sempre tive uma vontade enorme de unir a ciência ao

Floral para ressignificar a escassez

O medo que temos da escassez é aceitável até certo ponto porque ficamos alertas em relação aos nossos gastos desnecessários. Porém, muitas vezes, nos tornamos

Produtos Marli Maia